Pular para o conteúdo principal

Destaques

Conversa Paralela #1: O amor e a diversidade de Steven Universo

Olá pessoas, bem-vindos ao primeiro Conversa Paralela!

TOP 8 Indies que você deve jogar

Sim, nos rendemos ao formato rentável de qualquer blog que ganha dinheiro! Só que não, aliás esse top nem está em ordem de qualidade, são só jogos que eu gosto bastante e acho que as pessoas deveriam conhecer também, porém não quero ter o trabalho de fazer post sobre cada um então coloquei eles aqui.

1- Guacamelee


Esse jogo é sensacional. Guacamelle é um metroidvania misturado com beat'n up e plataforma lotado de referências à cultura nerd. Entretanto, o jogo não é aquele tipo de experiência vazia que depende só de conteúdo externo, mesmo sem saber quase nada é possível aproveitá-lo porque o gameplay é sólido, esse sendo um dos melhores que já vi num Metroidvania por saber utilizar de forma simples um sistema de combos, que adiciona bastante profundidade à forma como você joga. Além disso, ele tem uma pegada de plataformer fortíssima, às vezes inspirada diretamente em Megaman clássico e suas malditas plataformas que somem.

2-Ib


Aqui já é um título que imagino que só pessoas com gostos bizarros como eu conheçam. Esse é na verdade um dos jogos que me fez entrar no mundo indie quando eu era mais novo, fiquei impressionado com a trilha sonora muito bem feita e o trabalho artístico realizado numa engine tão simples. Apesar de ser um jogo de "terror" eu não diria que Ib é focado em medo, eu vejo ele mais como uma história muito bizarra e sombria inspirada em arte surreal, e mesmo sem dar medo, algum sentimento foi despertado em mim ao fim de sua curta jornada. Ib é gratuito e diria que vale a pena para qualquer um que gosta de coisas fora do comum.

Download de Ib em português aqui e inglês aqui.

Witch House é um jogo semelhante, mas muito mais bizarro e cheio de sustos. Tem análise dele aqui.

3-Trilogia Shadowrun


A ideia por trás da obra é: aconteceu um evento em que a magia voltou para o mundo em meados dos anos 2000, fazendo as pessoas começarem a nascer e transformarem-se em outras raças: orcs, elfos, trolls e anões. Entretanto, o jogo não é sobre isso, o contexto é o futuro dessa realidade alternativa, ou seja, um mundo cyberpunk com magia.
A história é sensacional, ela mescla vários temas e te dá bastante liberdade de ação no decorrer das quests. Várias questões atuais estão presentes e num estado pior, racismo agora é mais problemático porque temos uma série de raças novas no mundo, a política e a situação socioeconômica do mundo é uma espécie de super capitalismo onde as empresas são o governo, e fora isso tem os efeitos da magia, por exemplo, os dragões abriram empresas e se tornaram presidentes de corporações, existem novas doenças como a que transformam as pessoas em zumbis e por aí vai. O universo de Shadowrun é muito rico e já existia antes dos jogos presentes na Steam. Existem histórias sobre países tomados por elfos, RPG de mesa, livros e outras coisas que podem parecer confusas a principio, mas eu diria que vale a pena ter qualquer contato com esse universo e não há nada que uma rápida leitura por fora não resolva.

4- Pony Island


O que falar de Pony Island, além de que esse jogo não é sobre pôneis. Olha, vou fazer uma sinopse rápida e vamos ver se isso te interessa. Você é uma programador que esta jogando um jogo amaldiçoado chamado Pony Island que na verdade é uma aposta com Satanás pela sua alma. Uma das ideias mais criativas que eu já vi num jogo de puzzle.

5- Bastion


Uma experiência sensacional e felizmente muito conhecida. Bastion é um jogo de ação com visão isométrica com uma narrativa um tanto quanto peculiar, a qualidade dos detalhes em praticamente tudo cativa e impressiona. O combate é isométrico, mas funciona de uma forma bem diferente de um Diablo da vida onde você vence nos status - em Bastion você tem que vencer na habilidade, toda vez que eu relaxava demais o jogo me punia; usar esquiva e dominar o sistema é algo muito importante. Sem falar que a customização e profundidade do sistema de combate é excelente. Tem indies que se destacam pela história, pelos cenários ou pelo gameplay, Bastion destaca-se em tudo que ele tenta fazer.

6-Starbound


Eu já fiz um post sobre Terraria, porém dentro desse gênero de Minecraft 2D ou Terrarialike, Starbound é meu jogo favorito. Ele bebe na fonte do Terraria, porém apresenta muitos conceitos novos - enquanto em Terraria você explora biomas diversos, em Star você explora planetas diversos, há raças para escolher, uma variação muito maior de itens e tem até uma história presente.
Os mods são muito interessantes também. Terraria tem mods, mas Starbound parece que recebe novas adições semanalmente, afinal pelo menos uma vez por semana meu workshop do Star pede pra ser atualizado na steam. Existem as coisas mais diversas nesses mods: melhorias no sistema, sistemas novos, novas raças, cosméticos, veículos, texturas e muito mais. No final ele é um jogo muito mais customizável que Terraria e com mais conteúdo, além de estar recebendo atualizações oficiais até hoje, essas que adicionam novas dungeons, bosses e logo mais implementarão robôs pilotáveis no jogo e bases espaciais para serem explorada.
Por enquanto diria que esse jogo é a melhor experiência do gênero, isso porque Planet Centauri está em estado beta e Terraria Otherworld ainda está em alfa. Jogos os quais espero que derrubem Star desse pedestal, porque tudo que eu quero é que jogos do futuro sejam melhores que os do passado.

7-Momodora IV


Mais um Metroidvania. Momodora tem uma pegada muito mais dark e uma dificuldade mais elevada do que Guacamelle, o que não é surpresa quando fica claro que uma das maiores inspirações do jogo é Dark Souls, tanto na ambientação quanto nas mecânicas e a forma como a história é contada. Uma das coisas que eu mais gosto desse jogo são os sprites, o movimento da Kaho é todo fluido e a cada habilidade que ela usa o corpo inteiro se move, o sistema de combate é baseado em esquiva e no início alguns ataques já são o suficiente pra te matar. Provavelmente não é um jogo recomendado para iniciantes, porém obrigatório para fãs do gênero.

8-Cave Story+


Se não me engano esse foi o primeiro jogo que eu comprei na Steam. Ele tem uma versão gratuita, mas ainda recomendo a versão Plus. O estilo é uma espécie de plataformer com elementos de Metroidvania e Megaman. No meio indie e de discussões sobre game design esse é na verdade um dos jogos mais renomados. Eu sempre achei fascinante como uma única pessoa sozinha conseguiu em seu tempo livre desenvolver um dos jogos mais bem sucedidos do meio indie, ao ponto de receber um remake em 3D para o Nintendo 3DS e ser uma das obras mais analisadas. Eu não sei explicar em poucas palavras o que há de bom nesse jogo, mas ele sempre passa uma sensação de fluidez muito forte, e isso não é por acaso, as tais análises mencionadas aprofundam-se muito em cada aspecto de design do jogo e mostram como tudo ali foi muito bem pensado. Menos o caminho para chegar no final verdadeiro - única coisa que não gosto nesse jogo são essas decisões não intuitivas que te levam ao true end.

Only Darkness Will Remain.

Nos siga nas redes sociais! Facebook e Twitter

Postagens Relacionadas

Comentários

Postagens mais visitadas