Pular para o conteúdo principal

Destaques

O terror como punchline humorística em Get Out

O cinema tem como principal função apenas entreter, assim como qualquer outra forma de arte. Você pode dar "n" motivos para uma obra ser boa, mas se ela não entretêm, ela não serve para nada. Tendo isso em mente, eu sinto falta de um cinema um pouco mais descompromissado; eu sinto falta de contos e crônicas sinceras, coisas que só vemos em produções independentes que em sua maioria se quer chegam por essas bandas. Portanto, ver um filme como Corra fazendo sucesso tanto entre o público de nicho e o público geral, acabando por ser exibido com certa relevância, chega a emocionar. Não que isso automaticamente torne o longa bom, mas é que a sua proposta é tão simples e ao mesmo tempo tão cheia de nuances e propósitos, que é difícil não torcer para que dê certo. Corra deu certo e não só isso, é um respiro no gênero tanto de terror quanto de comédia. Ele não é inovador, mas a sua exótica combinação de gêneros culmina em uma história bem executada, sem a necessidade de ser megaloma…

BOMBA! Netflix anuncia reformulação do elenco de Death Note

Informações polêmicas sobre o longa-metragem vazaram e parece que agora tudo vai mudar

A Netflix acaba de divulgar oficialmente que o longa-metragem de Death Note terá o elenco reformulado. A ideia surgiu depois das reclamações dos fãs, partindo diretamente do diretor, Adam Wingard-Leviosa. 
"Lançamos um trailer e algumas fotos e todos falaram que o filme estava ruim. Obviamente que estão certos, mesmo sem terem visto qualquer coisa direito", afirmou. Sobre as críticas a respeito do Whitewashing, a chamada "branquização" de obras provenientes de outros países, ele ressaltou: "O público está completamente certo e agora, visto que é uma adaptação americana, coloquei a mão na consciência e percebi o quantos estamos errados. Já estamos procurando atores negros asiáticos para compor todo o elenco, assim haverá representatividade afrodescendente e oriental - o melhor de dois mundos".

A notícia surge como uma imensa surpresa e promete trazer a tona mais polêmicas. Nessa semana, uma petição de boicote ao filme veio a tona, ganhando centenas de assinaturas. Conversamos com Nando Santa Cruz, o idealizador do projeto, para entender o que será feito.
"Eu realmente não sei. O boicote é pelo fato de não contratarem atores asiáticos, mas agora eles irão contratar, porém serão negros. Isso não está certo". Sob esta afirmação, a entidade SJW (Social Justice Warriors) já se pronunciou e disse não tolerar o racismo de Nando, "Vamos fazer um boicote do boicote. Onde já se viu, não aceitar negros? Ainda mais asiáticos, que são minoria na américa. Estamos entrando com uma ação contra o senhor Santa cruz".
Questionamos Nando também se ele pretende fazer um boicote ao filme live-action de Fullmetal Alchemist, que terá atores asiáticos para uma história que se passa inteiramente na Europa. Até o fechamento desta matéria, Nando não havia respondido.

Por fim, de acordo com informações privilegiadas do Deadline, alguns atores já estão cotados para a refilmagem, entre eles Samuel L. Jackson ou Morgan Freeman como Light Yagami. A justificativa seria que Samuel L. Jackson é um ser atemporal que pode interpretar qualquer personagem, seja ele branco ou negro, assim como fez com Nick Fury. Já Morgan Freeman, é uma autoridade inquestionável por ser Deus. 


Comentários

Postagens mais visitadas