Pular para o conteúdo principal

Destaques

Conversa Paralela #1: O amor e a diversidade de Steven Universo

Olá pessoas, bem-vindos ao primeiro Conversa Paralela!

Polêmica! Divulgado elenco do filme de Death Note

Escolha de atores para a adaptação do mangá japonês tem causado burburinho entre os fãs

E esse post começa assim, estilo TV Fama Otaku.

Recentemente foi divulgado que Death Note vai ganhar uma adaptação cinematográfica ocidental, distribuída pela Netflix, depois de uma intensa disputa pelos direitos da obra.

"De acordo com o Variety, a Lionsgate e a STX também estavam na disputa, mas Netflix conseguiu se destacar em um acordo de US$40 a US$ 50 milhões. A produção do título, que será dirigido por Adam Wingard, vai começar em junho desde ano." via IGN BR

Sendo assim, no último dia 30, a produção começou a ser filmada e logo mais detalhes sobre o elenco foram divulgados, causando polêmica. "Como assim polêmica?" - aquela mesmo, que divide o facebook entre esquerda e direita, machista e feminista, biscoito e bolacha.
Tava tudo ótimo, até os otakus verificarem quem vai fazer o personagem 'L'.


Sim, é esse cara aí e ele é negro. Esse foi o motivo da treta toda, já que o resto do elenco é ~tanto faz~ e parecido de algum jeito com seus respectivos personagens (não que seja difícil). O problema é que, a partir daí surgiu uma série de pré-julgamentos e desvalorização de algo que nem existe direito, simplesmente por que o 'L' é negro. De repente todos os atores, sem exceção, foram considerados uma merda.

A produção inclusive se pronunciou: 
"Nossa visão para Death Note tem sido sempre para trazer esta história cativante para a tela e para os os fãs do manga de longa data e também apresentar ao mundo esta obra-prima obscura e misteriosa. O talento e diversidade representada em nosso elenco, roteirista, e toda a equipe de produção irá refletir em nossa crença em permanecer fiel ao conceito da história de relevância moral – um tema universal que não conhece fronteiras raciais” afirmam os produtores Roy Lee e Dan Lin  (via PizzadeOntem)

"Estou honrado por trabalhar com este grande elenco e ansioso para trazer a história única de Tsugumi  e Takeshi para uma audiência global”, disse Adam Wingard, diretor do longa.


Enfim, vamos lá.
Primeiro ponto meus queridos otakus: não tem como estragar Death Note mais do que o próprio Japão. As derivações dessa obra são absurdas; uma viagem bizarra para ganhar dinheiro.

Segundo ponto: olha esse CG caralho! Olha essa merda. Sério, olha mesmo. Meus olhos sangram com isso.

Terceiro ponto: é uma ADAPTAÇÃO e ocidental. É preciso ter em mente que por mais absurdo que o filme seja, ele é apenas uma visão diferente do conteúdo original. Uma adaptação boa é aquela fiel? Longe disso. Uma adaptação boa é aquela que sabe inserir os pontos principais da obra, trabalhando de acordo com as próprias problemáticas - no caso, aqui estamos falando de um filme, para uma audiência global e que tem que se virar com a parte visual, usando de coisas reais.

Quarto ponto: não é uma descaracterização, já que, de novo, a função da adaptação não é ser 100% igual ao original. Qual o problema do 'L' ser negro? Teremos que ver isso de acordo com o contexto que nos será apresentado. Se combinar perfeitamente com a ideia apresentada, tudo bem, se não, vamos criticar, claro. "Ah, mas eu queria finalmente ver o L real", amigo, se você quiser ver algo igual ao original, existe o original hahaha Você tem o mangá e o anime, lá tem o L do jeito idealizado pelos autores.

Moral: não julgue um livro pela capa (apesar que a capa vende o livro). Temos um histórico ruim de adaptações cinematográficas de animes e por isso, não acho que devemos botar muita fé nesse filme - não pelo fato do 'L' ser negro hurr durr.
Temos algum bons indícios de que algo de qualidade possa vir, como a classificação ser acima de 17 anos, a Netflix envolvida e um diretor pouco conhecido pelo grande público, mas bem recebido pela crítica por seus thrillers e filmes de horror. Nesse aspecto, um visual com clima tenebroso é a melhor escolha para Death Note - desde já, acertaram em cheio. Agora é ficarmos atentos para as próximas notícias dessa empreitada.

Galerinha, Death Note começou a ser lançado há 10 anos, o final foi uma bosta e desde Dragon Ball Evolution muita coisa mudou na indústria. Vamo parar de ser retardado né?

El Psy Congroo.

Confira os atores e os personagens:
Nat Wolff como Raito (ou Light, foda-se) (nome no filme: Light Turner)

Keith Stanfield como L

Margaret Qualley como Misa Amane (nome no filme: Mia Sutton)
Paul Nakauchi como Watari
Shea Whigham como Soichiro Yagami (nome no filme: James Turner)

Comentários

Postagens mais visitadas