Pular para o conteúdo principal

Destaques

Conversa Paralela #1: O amor e a diversidade de Steven Universo

Olá pessoas, bem-vindos ao primeiro Conversa Paralela!

[Acompanhando] Game of Thrones S06E05 - The Door

E mais uma vez somos pegos de surpresa por um episódio cheio de magia, seja na história ou no estupendo roteiro e direção

Comentários Gerais

De longe, esse foi o melhor episódio da temporada até agora! (e duvido muito que consigam superar). Tudo foi perfeito, até um dos núcleos mais negligenciados (as Ilhas de Ferro) conseguiu se encontrar, com um embate ferrenho de poder - coisa a qual a série é ótima em abordar (jogo de tronos é o título né, idiota!).
Não sei nem por onde começar, estou até agora em êxtase por tudo que aconteceu. Realmente, dessa vez foi diferente. Valeu a pena esperar o Bran depois de uma temporada sumido? Acho que não, foi burrice simplesmente não mostrá-lo, mas de qualquer jeito todo o enredo envolta do garoto ficou foda! Quem acompanha essa bagaça, já sabe o que eu sempre digo né? Por mim, podem fazer uma série solo do menino timelord que tá ótimo. Esquece Jon Snow, esquece Sansa e vamo embora!

Anyway, como não tem momentos ruins ou mais ou menos (olha só...), bora lá comentar todos os momentos (se eu esquecer algum, me avisem nos comentários <3)

Sansa badass
"E o Mindinho ficou pequeno hahaha (entenderam? Mindinho - pequeno. Hã? Hã?"
Nem vou comentar aqui de novo aquela treta do estupro, pois já acho que já deu o que tinha que dar. Mas enfim, a história da nossa querida Sansa está indo para algum lugar interessante. Ainda não gosto dela, mas analisando a personagem em si, vemos o quão coerente é sua construção. Alguém que o faz odiar, sentir pena, amor, indiferença e muito mais, merece destaque. E cá está a garota Stark: praticamente uma mulher, bolando planos mirabolantes para salvar a própria casa. Bateu de frente com o Mindinho, mas vamos ser sinceros: ela aprendeu bem. Quero ver onde isso vai dar e até quando Jon emo snow vai ficar nessa indecisão. Foi até bom que deixaram de focar nele para dar destaque para outros personagens que necessitavam de relevância.
E escrevam o que eu to dizendo (ué vc já não tá escrevendo? louco) : Davos ainda vai salvar todo mundo.

Arya continua apanhando

Sinceramente, não acho que a Arya conseguirá ser "ninguém", mas é foda essa jornada do herói - finalmente ela ganhou a chance de se provar (depois de fazer merda, como uma boa stark...). Os dilemas da personagem continuam e claramente ela está em dúvidas com o papel de assassina que tem de desempenhar. Acho bacana essa abordagem; poderiam muito bem fazer algo extremamente fantasioso - mas não, é tudo bem realista. Conhecemos um pouco da mitologia dos Homens Sem Rosto, mas a vida real continua ali - o povo com sua diversão mundana e a garota com uma dura tarefa. Onde isso vai dar?

Yara e Theon

Todo mundo sabe que adoro quando o jogo de tronos volta a ter foco (É O TÍTULO DA SÉRIE PO!) - Ilhas de Ferro tratou de trazer de volta o embate político. O mais próximo disso que tínhamos era Dorne (AGREDEÇO MAIS UMA VEZ QUE ESQUECERAM ESSE NÚCLEO) e Porto Real, que ainda está meio morno, apesar de muito bom também. As coisas na Ilha funcionam de outro jeito e é interessante ver essa discrepância de culturas. No final todos querem poder de qualquer jeito, mas o que os leva a determinado lugar são motivos diferentes. Euron surge para balançar tudo e na cara de pau admite: "matei seu pai mermo, aquele velho babão q só fazia merda". Nem os próprios súditos lamentaram a morte do velhote (talvez nem os dois irmãos...). Foi tudo muito rápido, porém resolveu bem o atrito que já vinha crescendo, mas sem tempo suficiente para desenvolvimento. Aqui foi dado um ponto final na questão e inicio para a próxima empreitada. Transformar Theon e Yara em rebeldes, agora os BFF Brothers, foi a melhor atitude.


ps: Theon pode mudar o quanto quiser, mas continua não tendo voz (nem pinto) hahaha

Sir Jorah, o friendzone

"chola mais Danny, chola mais..."
Que a Daenerys só faz merda, todo mundo já sabe (NEM VEM FANBOYS, ATÉ VCS SABEM DISSO). Mas poxa, ela consegue piorar as coisas com o Jorah. Não basta ter fudido com o cara e mandado ele pra puta que pariu, agora, quando ele quase não tem chance, se arrepende e chora. VSF moça, se decida. Ainda tem a audácia de fazer um pedido egoísta do tipo: "arrume uma cura e volte para mim" - o que você fez para ele até agora? Mesmo que no começo ele tenha sido um espião, se colocarmos na balança, você não fez NADA por ele. E claro, como um bom refém da friendzone, o rapazote de 60 anos aceitou. Outro soldado perdido, mas que por mim pode virar pedra. De preferência para decorar o salão da Danny.

Surge uma nova discípula da Luz



A seita que dói menos. É isso aí, esse negoço de Luz continua dando o que falar. Não me surpreendi por ter outra bruxinha por aí, com aquele colar melhor que cogumelo do sol.
É interessante ver como a trama é simples, mas como apenas a presença de Tyrion leva o enredo a uma nova direção. Seu carisma trata de transformar as frases mais mundanas em importantes. O jogo político também ganha novos contornos, sendo bastante estratégico (diferente das Ilhas de Ferro, que é mais impulsivo). Antes a trama estava meio morna, mas agora tem melhorado bastante. Quero ver a treta rolando solta...

SEGURA ESSA PORTA

De longe, essa cena tornou esse episódio no melhor da temporada, quiçá um dos melhores da série inteira. Bran, como um bom Stark, só faz merda. O enredo foi muito bem dirigido, com um ritmo minucioso, que claramente destoa de todo o resto. A série geralmente não estava conseguindo se sair muito bem quando o assunto era magia, já que foi algo repentino que nunca foi abordado devidamente (diferente dos livros...). Mas agora, com o Bran, a coisa ganhou outra dimensão. O misto entre mitologia e acontecimentos decorrendo no momento, tornaram o impacto muito maior, sem contar, como sempre, na morte inesperada de alguém muito querido.
Não vou nem entrar na discussão sobre paradoxo temporal, se não vamos ficar aqui horas procurando defeitos, mas enfim, achei uma boa sacada - bastante inteligente e com grande impacto. Prato cheio para mais teorias - será que agora os caminhantes brancos finalmente vão tentar passar a Muralha?


Foi um episódio incrível, como não víamos há muito tempo. As liberdades criativas deixaram os produtores e roteiristas livres para desenvolverem a série como quiserem, sem terem que ficar balanceando com a ideia de ser uma adaptação. Não acho que essa qualidade vai continuar nos  próximos episódios, mas espero que o mínimo dela se mantenha até a season finale. Muita treta está para acontecer. Para quem é fã da Dany e do Snow, percebam: quando o clichê é deixado de lado, Game of Thrones se sai muito melhor. Ansioso pelas próximas reviravoltas e pelo encontro de todos.
Se percebermos, no começo todos os Starks estão juntinhos. De repente, surge uma catástrofe, todos se separam e vão ficando mais e mais longe.  Agora, aos poucos o círculo está se fechando. Quem sabe o que pode acontecer?

El Psy Congroo.

<<< Leia o [Acompanhando] anterior

Comentários

Postagens mais visitadas