terça-feira, 28 de abril de 2015

[Recomendação] Cães de Aluguel

reservoir_dogs poster

Cães de aluguel (ou Reservoir Dogs) é um longa escrito e dirigido por Quentin Tarantino, lançado em 1992.
É praticamente o primeiro da carreira do diretor. Quentin havia escrito Amor à Queima Roupa antes, mas este filme nem é considerável, pois, de acordo com o próprio Tarantino, ele estava apenas arrecadando dinheiro para aí sim, fazer o filme do roteiro que ele estava escrevendo. Ele sabia que com Cães de Aluguel ele conseguiria a atenção necessária – Ele confiava em seu trabalho.
Bom, a trama do longa se foca em 6 homens que são contratados para realizar um assalto. Os homens não se conhecem e não devem se quer saberem os nomes uns dos outros, recebendo codinomes de cores: Mr. Blonde, Mr. Blue, Mr. Brown, Mr. Orange, Mr. Pink e Mr. White.
Caes de aluguel 1
Caes de aluguel 2O que aparenta ser uma trama desconexa se torna uma incrível história, usando apenas da simplicidade.
A cena inicial já dá o tom do que irá se seguir. Todos os “cavalheiros” estão trajados com terno e gravata numa lanchonete. Discutem futilidades, como a política do Mr. Pink em não dar gorjetas ou, um grande momento épico, o que significa a letra da música Like a Virgin, da Madonna.
O roteiro tem grande peso, sendo os diálogos rápidos e bem estruturados, marcando a “identidade” do diretor, que se seguiu em todos os filmes posteriores: violência exagerada, comédia irônica e muito palavrão.
Este é Tarantino em seu inicio, computando as ideias e influências que ele pegou de diversos diretores e aplicando ali, numa obra própria.
Aos poucos, conforme as personagens vão se conhecendo, o passado de cada um é mostrado. Não exatamente uma época longínqua, mas sim como chegaram ali. As histórias vão se emendando, ainda mais quando há um iminente traidor.
Um fato curioso é que apesar de se tratar de um assalto, este nunca é mostrado. Inicialmente isso foi idealizado por questões de orçamento, mas Tarantino disse que a ideia se tornou bastante interessante, pois demonstra que o filme trata sobre outros assuntos.
E realmente é isso. Não estamos interessados em saber o que aconteceu com os diamantes, e sim em como os marmanjos irão resolver aquela cabulosa situação. Você fica tenso e ri ao mesmo tempo. Na cena em que deveria ser um diálogo convencional, de repente se transforma numa sanguenta batalha, que não poupa mortos.
É entendido por que se tornou o melhor filme independente. É tudo tão simples que você chega a estranhar. Uma sala, um problema, 6 homens e pronto. Tudo pode acontecer. E quando digo tudo, é tudo mesmo! Dentro daquele contexto, o tema é trabalhado muito bem, com surpresas e reviravoltas à todo momento.
Caes de aluguel 3Inicialmente você fica com um sentimento esquisito – do por que aquilo está acontecendo. Mas vai acompanhando para ver até onde vai dar. Quando menos se espera, seus olhos estão vidrados já cogitando o que pode acontecer.
A cena final é quase alucinótica. “Não, isso não pode acontecer!”, e realmente acontece. De um modo realista, o problema é resolvido sem deixar vestígios. Um ciclo é formado, se completando. Basicamente uma história redondinha, que mostrou os indícios da realização e fim desde o começo.

COOOOOOL!

Caes de aluguel 4Fica claro em como os “senhores” são legais. É deste modo que Tarantino os vê. Caras de terno, fumando e desdenhando das coisas. Há bastante influências dos filmes de faroeste, ainda mais quando a “justiça” é realizada com as próprias mãos. Se Mr. Pink é o companheiro medroso, mas espertalhão, Mr. White é o bom moço que já recebeu pedradas na vida. Assim segue-se, em uma esquema prático da formação de cada individuo.

Atuações

Caes de aluguel 5Mais um ponto a se observar nos filmes de Tarantino – NENHUMA atuação é ruim. Pode ter aquele(s) que se sobressaia(m) mais que os outros, mas ninguém deixa a desejar. Todos estão munidos de expressões exageradas e jeitos caricatos. É quase como se Tarantino encarnasse em cada ator para fazer o próprio filme. Assim, com facilidade, as personagens ganham vida e se desenvolvem. Ainda mais quando as ações equivalem àquilo que foi criado.

Conclusão

caes_de_aluguelCães de Aluguel é um filmaço, para não dizer genial. Mas o que é genial? Genial é algo que consegue ser incrível em seu tempo, passar pelas épocas sem deixar de ser ótimo e continuar apesar dos vários anos, explodindo a sua cabeça de vários modos – É isso que Cães de Aluguel faz.
Com o pouco que tinha, vai além do imaginado, sendo um filme coeso, divertido, dramático, tenso, frenético e calmo ao mesmo tempo. Com um roteiro exemplar e diálogos de tirar o fôlego.
Você ainda não o assistiu? O que estava esperando em todos esses anos?!
Recomendo com louvor, a história de seis cães que brigam por um osso.

El Psy Congroo.
"Texto originalmente postado no blog Divisão 42 em 2013"
Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário