Pular para o conteúdo principal

Destaques

O terror como punchline humorística em Get Out

O cinema tem como principal função apenas entreter, assim como qualquer outra forma de arte. Você pode dar "n" motivos para uma obra ser boa, mas se ela não entretêm, ela não serve para nada. Tendo isso em mente, eu sinto falta de um cinema um pouco mais descompromissado; eu sinto falta de contos e crônicas sinceras, coisas que só vemos em produções independentes que em sua maioria se quer chegam por essas bandas. Portanto, ver um filme como Corra fazendo sucesso tanto entre o público de nicho e o público geral, acabando por ser exibido com certa relevância, chega a emocionar. Não que isso automaticamente torne o longa bom, mas é que a sua proposta é tão simples e ao mesmo tempo tão cheia de nuances e propósitos, que é difícil não torcer para que dê certo. Corra deu certo e não só isso, é um respiro no gênero tanto de terror quanto de comédia. Ele não é inovador, mas a sua exótica combinação de gêneros culmina em uma história bem executada, sem a necessidade de ser megaloma…

Você Sabia? #1: 5 verdades sobre a Bíblia

A Bíblia é um documento histórico que tem levado a humanidade a debates milenares. Se você acredita nela, penso que deve saber certas coisas:

"na foto, o rei Salomão, que teria sido um grande ocultista e teve em torno de 700 mulheres. Hoje, ironicamente da nome à um famoso templo"
1- A Bíblia original não existe, já que o nome da Bíblia em si é algo criado pelos católicos. As sagradas escrituras foram escolhidas a dedo, 300 anos após a morte de Cristo. O imperador Constantino desejava unificar os povos sob seu domínio numa só crença - ou seja, é conhecido só as escrituras que estavam de acordo com o que a Igreja queria. Para se ter ideia, o Rei Salomão escreveu diversos capítulos sobre... Botânica. Sim, isso mesmo, botânica.
E isso é uma escritura "sagrada", mas que não entrou no cânone.

"na foto acima, uma imagem de Mitra, o Deus da luz, na Itália. Ele se consola junto de Jesus por receber apenas um presente para o natal, ano novo e aniversário"
2- Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro.
 Voltando para o rei Constantino, 25 de dezembro é o solstício de inverno no hemisfério norte e em diversas culturas essa data já era comemorada. Na época, o principal Deus era Mitra, que claro, tem em sua história dezenas de referências a outras religiões. Com isso, foram acrescentados no mito de Jesus, para agradar o povo, a manjedoura, salvação da humanidade e o nascimento de uma virgem (dentre outras coisas vindas de outras culturas, como a trindade). O cristianismo prevaleceu pela inclusão, já que apenas homens poderiam estar no culto de Mitra.
Logo, Mitra foi paganizado pela igreja, você o conhece como Lúcifer: Mitra tinha como imagem ou símbolo um touro, que foi demonizado pelos católicos.

3- Os Judeus acreditavam em diversos deuses. 
Ainda no Egito, os judeus adoravam diversas divindades, até que aos poucos uma delas, Jeová, se sobressaiu frente às outras. Com o tempo, esse culto especial à Jeová se tornou no monoteísmo - esse monoteísmo ocasionou diversas "guerras" entre os próprios judeus. Enfim, a parte que acreditava em um só Deus se sobressaiu contra as outras (e essa parte tem diversas influências de outras culturas).

4- O Rei Davi teria tido uma relação homossexual com Jônatas. 
Essa é uma informação controversa, já que a Bíblia não diz nada corretamente, porém todas as explicações religiosas que eu li sempre se trataram de tapa buracos e não eram tão verossímeis. Eis a citação:
“Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para casa de seu pai. Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.” (1 Samuel 18.1-3)
“Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; tu eras amabilíssimo para comigo! Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.” (2 Samuel 1.26).

Para mim, isso é claramente homossexual, algo que parece ser descrito com naturalidade.

"na foto o apóstolo Paulo, antes perseguidor de Cristãos, acabou tornando-se um dos maiores pregadores da palavra de Cristo"
5- Erros de tradução.
Muitas palavras foram traduzidas erroneamente na Bíblia, o que muda totalmente seu sentido.
"Malakos (plural malakoi) aparece em outros textos bíblicos e significa, literalmente, macio, suave ao toque, mole. No texto de Paulo adquiriu um significado metafórico, figurado. Os dicionários teológicos associam malakos a um homem afeminado, mas também reconhecem que o termo pode significar pessoas em geral dadas aos prazeres da carne (Dicionário VINE, CPAD). Tal tradução é bem mais coerente, pois todos os outros pecados citados ali se referem a pessoas de ambos os gêneros. Algumas traduções como A Bíblia de Jerusalém (em português), La Bible du Semeur (em francês) e a Contemporary English Version (em inglês) já apresentam essa idéia. Há estudos que relacionam malakoi com a prostituição masculina praticada na época de Paulo, principalmente em Corinto, cidade famosa por sua depravação sexual. " - texto do blog http://teologiaeinclusao.blogspot.com.br/2011/09/efeminados-e-sodomitas-quem-sao-eles.html

Ou seja, o homossexualismo visto pelo Apostolo Paulo estava longe de ser a relação estável que conhecemos hoje. Era quase uma servidão de escravos, aventuras promíscuas e pedofilia. E outro fato, muito bem levantado pelo o blog Teologia e Inclusão e que eu acrescento algumas coisas é: por que não se fala nada sobre homossexualismo referente às mulheres? O tema sempre foi secundário ou até terciário, dentro das próprias escrituras - por que tamanha importância nos dias atuais? Por que Jesus nunca falou sobre homossexualismo? E por fim, se Deus fala tantas coisas tão decisivamente, por que deixa isso tão em aberto e permite outros absurdos, como o assassinato de crianças por chamarem um homem de calvo ou a desvalorização da mulher, simplesmente por que o homem é refém de seu pênis?

Enfim, muitas questões, que podem ocasionar ódio ou reacenderem sua fé.

Para mais reflexões, veja nosso video sobre religião:

El Psy Congroo.

Recomendação de leitura:

Comentários

Postagens mais visitadas