Pular para o conteúdo principal

Destaques

O terror como punchline humorística em Get Out

O cinema tem como principal função apenas entreter, assim como qualquer outra forma de arte. Você pode dar "n" motivos para uma obra ser boa, mas se ela não entretêm, ela não serve para nada. Tendo isso em mente, eu sinto falta de um cinema um pouco mais descompromissado; eu sinto falta de contos e crônicas sinceras, coisas que só vemos em produções independentes que em sua maioria se quer chegam por essas bandas. Portanto, ver um filme como Corra fazendo sucesso tanto entre o público de nicho e o público geral, acabando por ser exibido com certa relevância, chega a emocionar. Não que isso automaticamente torne o longa bom, mas é que a sua proposta é tão simples e ao mesmo tempo tão cheia de nuances e propósitos, que é difícil não torcer para que dê certo. Corra deu certo e não só isso, é um respiro no gênero tanto de terror quanto de comédia. Ele não é inovador, mas a sua exótica combinação de gêneros culmina em uma história bem executada, sem a necessidade de ser megaloma…

Por que odeio a Bíblia?


Li no facebook a seguinte frase "A ponto de escrachar a Bíblia" e senti uma revolta que me fez redigir esse texto. Os auto-denominados cristãos realmente sabem o que é a Bíblia? Por que um pedaço de papel merece tanto respeito?

O que é?

A Bíblia basicamente é um compilado de diversos textos ancestrais, que eram originalmente textos de judeus que foram posteriormente adotados pelos cristãos. Não são algo como um ou dois livros, só no antigo testamento existiam 46 livros. 

A maioria dos cristãos defende com unhas e dentes que, a Bíblia deve ser respeitada pois é a palavra 
de Deus,  um discurso divino que foi passado por homens iluminados. Agora vamos pensar com lógica, se você pegar mais de 46 livros, escritos por diversos autores que viveram em época diferentes, o que você vai ter? Primeiramente uma história maluca pra cacete, mas o mais importante é a incoerência. 

Se a Bíblia são as palavras de Deus, e Deus é perfeito então tudo que tiver lá deve ser levado em consideração, apesar do tempo em que o leitor se encontra. 

Vamos para uma aulinha básica de filosofia: o que é perfeito? De acordo com a filosofia, perfeito é aquilo que é imutável, tudo no mundo físico está sujeito a mudanças, afinal tudo envelhece. Mas as ideias não são físicas, a imagem que você tem de um quadrado agora será a mesma daqui a quarenta anos, só o metafísico é perfeito porque ele não está sujeito as leis da física. Vamos fazer um paralelo a isso, todas as ideias são simples e perfeitas como um quadrado? Pode-se dizer que o mundo das formas é perfeito, mas o dos humanos não.

Tendo tudo isso em vista, sabendo que a Bíblia é um livro que reúne textos com mais de dois mil anos, fica claro que alguma mudança deve ter acontecido nisso. Se você pensar com a lógica é simples, até nos dias de hoje existem aqueles que se aproveitam da religião para algum fim ganancioso, você acha que nos tempos antigos era diferente? A Igreja Católica foi a grande representante do Cristianismo por séculos, e se você prestou atenção nas suas aulas do fundamental deve saber que, além de organização religiosa eles eram uma das maiores organizações políticas da época. Ações políticas muitas vezes não tem escrúpulos, se Deus permitiu que sua palavra fosse distorcida por bispos e papas durante séculos, porque devo acreditar na Bíblia?
Sério, estude a história da Igreja Católica, veja o que era o julgamento pela brasa, isso estava na Bíblia também?


Homofobia

Está escrito na Bíblia que sodomia é pecado, que você tem que procriar e blá blá blá, Deus criou um homem e uma mulher, entretanto, quem escreveu isso? Foram Judeus, um povo milenar com uma grande história, que inclusive tem uma grande contribuição com o capitalismo afinal, os primeiros banqueiros eram Judeus. 



Agora vamos analisar outro povo antigo, um povo assim muito primitivo, extremamente machista, o que não é errado de acordo com a Bíblia, as mulheres na religião sempre tem menos direitos, você já viu algum sacerdote mulher? Enfim, era um povo simples, que aceitava o homossexualismo, eles não eram importantes, só foram o povo responsável por criar as bases para a filosofia. Os gregos eram todos pecadores libertinos, desafiaram um Deus que eles nem sabiam que existiam! Que sacrilégio. Como eram burros os gregos, não eram um dos povos mais intelectuais do mundo antigo, na verdade o único realmente inteligente eram os judeus, que cortavam o prepúcio do pênis com pedras nos tempos mais antigos e, louvavam o único e verdadeiro Deus, escrevendo os textos da Bíblia em sua homenagem.

Entretanto, existem estudos que dizem que o conceito homofóbico na Bíblia não existe, estes estudos alegam que erros de tradução levaram a esta má interpretação que já é tida pela maioria como a verdadeira. Reforçando o fato de que a Bíblia é confusa e inexata.  E não venha tirar argumentos falaciosos do rabo pra condenar o homossexualismo, se você é assim devia é condenar sua própria intolerância.



Um grego burro chamado Xenófanes disse:

“Mas se mãos tivessem os bois, os cavalos e os leões
E pudessem com as mãos desenhar e criar obras como os homens,
Os cavalos semelhantes aos cavalos, os bois semelhantes aos bois,
Desenhariam as formas dos deuses e os corpos fariam
Tais quais eles próprios têm.”

A sociedade

Agora vamos ao por que de eu debochar tanto da Bíblia. Não ligo se você é religioso ou não, desde que não machuque você e nem aos outros você pode ser o que quiser. Mas usar um livro como a Bíblia pra justificar as coisas é ridículo. Você sabem a definição de sagrado?

Uma definição muito boa é:

"Sagrado é algo inexplicável que pode explicado pela fé"

Perceberam a pegadinha? A fé não faz sentido, a fé não explica nada, o que te explica as coisas é a razão e, a razão pode te dar esperança baseado em fatos conhecidos, enquanto a fé te da esperança na sua crença de que alguma divindade irá lhe ajudar.

 Ter fé é acreditar no impossível, literalmente, nada se explica pela fé e a fé das pessoas é extremamente variada e mutável. Para os Brasileiros a Bíblia é sagrada, para os indianos a vaca é sagrada, porque essa diferença tão grande? Porque fé é algo fabricado e controlado por nós, você decide se quer ou não ter fé. A fé é uma faca de dois gumes, algo muito longe de ser divino, de um lado pode te dar forças para seguir em frente enquanto no outro pode te deixar a mercê te diversos charlatões e instituições mal intencionadas. Mas né, tudo é uma "questão religiosa" e temos que respeitar.



Textos "divinos" controlados por instituições religiosas são nada mais que escrituras arcaicas alteradas várias vezes para servirem como um manual da moral e dos bons costumes. Estes que quem decide são os membros do clero, foda-se a lógica e o bem estar de todos. É um manual tão genial que as pessoas nem o leram, mas dizem que o seguem. Se é algo de dois mil anos atrás escritos por pessoas que cortavam o pau, por que isso merece respeito nos tempos atuais?

Ninguém é obrigado a respeitar ideia nenhuma, o importante é respeitar as pessoas. Mas isso não funciona bem assim, desrespeito a uma religião é visto como uma ofensa grave pelos religiosos, mas nenhum cristão que segue a Bíblia pode falar nada de respeito, a Bíblia é cruel com diversos grupos de pessoas e principalmente as mulheres, além de ter se tornado argumento para justificar homofobia. Na verdade a maioria das religiões instigam diversos tipos de violência. Praticamente todas em algum ponto de sua história geraram algum conflito e acabaram com a vida de alguém. Isso não é culpa de todos os membros dessa religião, mas ainda é culpa da ideologia dela, suas escrituras sagradas são usadas pra justificar absurdos. Aqui no ocidente a coisa é mais leve, não existem muitos grupos extremistas cristãos porém, você sabia que os grupos neo-nazistas muitas vezes alteram a bíblia a seu favor? É fácil, é só botar que o povo sagrado é o povo branco, quem não viu imagens da Klu Klux Klan e cruzes pegando fogo? Torço para que não tivesse ninguém naquelas cruzes. Acreditar cegamente em algo é um dos piores erros que você pode cometer, apesar de toda a minha raiva com a religião tenho amigos religiosos, eles são totalmente diferentes do que descrevi até agora, eles se parecem mais comigo, questionam tudo, analisam a situação mas, por alguma razão decidiram ter fé. Eles são cristãos, mas não idolatram a Bíblia. Não há uma única resposta sobre o que é ser cristão, cada um tira sua definição de onde quiser, afinal acreditamos no que quisermos.







E se possível comentem!


By Juliuz

Comentários

Postagens mais visitadas