Pular para o conteúdo principal

Destaques

Steven Universo: reflexões sobre o papel educacional de um desenho

Vivemos em um mundo de conflito, onde olhamos primeiro as diferenças e depois as semelhanças. Por essas e outras eu fico feliz de ter assistido quando criança desenhos que falavam sobre alguém excluído por ser diferente. E por causa disso acredito que Steven Universo, entre outros desenhos atuais, são mais do que recomendáveis para crianças e para qualquer um, pois eles possuem uma mensagem que pode potencialmente melhorar o caráter de alguém.

Por que Hironobu Sakaguchi odeia sequências?


Em uma entrevista, Hironobu Sakaguchi, o criador de Final Fantasy, disse que odeia sequências. Ele acredita que um jogo deve ser feito de forma mais completa o possível, não deixando assuntos pendentes ao seu final.


O último jogo da série Final Fantasy que ele dirigiu foi o V, depois dele tivemos uma enxurrada de finais insatisfatórios, não por serem ruins, mas por serem vagos e deixarem muito coisa no ar. Para ele seria um pecado fazer o desastre que foram as sequências de Final Fantasy X, as quais analisei aqui.

Ele saiu da Square e hoje trabalha em seu próprio estúdio o Mistwalker, conhecido por lançar The Last Story, um dos melhores JRPGs da geração passada. E seguindo seus princípios, The Last Story não deixa pontas soltas, relações amorosas incertas ou coisas do tipo. O jogo acaba em um casamento até, dando um desfecho realmente conclusivo para o par da história.


Quanto a mim não odeio a ideia de sequência, porém do jeito que a Square faz não da pra gostar. Além do X, existe o caso da trilogia Final Fantasy XIII. Por causa de suas continuações, ela apresenta uma incoerência gigantesca, os outros jogos não tem nada a ver com a proposta do primeiro, usam de conceitos forçados e tirados da bunda pra te apresentar um mundo extremamente mágico, sendo que o primeiro XIII te apresentava um mundo em que magia era tecnologia.

Comentários

Postagens mais visitadas