segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

5 Dias de Livro (#1): MÁQUINAS DO TEMPO E DINOSSAUROS!!!

Hey pessoas, talvez vocês tenham visto esse tipo de especial em algum blog por aí. É algo que tem se espalhado, principalmente nos blogues de anime, que resolvi trazer aqui no formato de livros. Então, abordando basicamente uma semana, cada dia trarei algum livro que foi marcante para mim em determinada época da minha vida. Portanto, farei uma divisão própria de acordo com o que me for importante.
Isso é uma retrospectiva simples e descontraída. Espero que gostem :)

Há muito tempo atrás (tá bom, nem tanto), eu era um garoto qualquer muito tímido que tinha dificuldades para aprender a ler e escrever. Minha mãe pegava muito no meu pé, mas eu simplesmente não conseguia - e o pior disso tudo era ser comparado com minha irmã mais velha, que aprendera a ler com meros 5 anos. Então, ao final da primeira série, quase todo mundo já sabia ler e escrever, e eu ali triste por não conseguir.
Não me lembro do dia exato, mas sei que aos poucos fui juntando as palavras com muito esforço, até conseguir. Me recordo muito bem de quando comecei a ler pra valer: toda placa que eu via, eu lia em voz alta. Aí montei um jogo comigo mesmo no ônibus, em que eu ia contando quantas placas eu conseguia ler conforme passavam.

Pois bem, não demorou para que eu ficasse apaixonado pela leitura. Eu lia desde bulas de remédio à manual de coisas aleatórias. Quando fiquei sabendo que existia todo um mundo de imaginação em textos que se chamavam contos e fábulas, minha cabeça explodiu. Comecei a segunda série devorando a caixinha de histórias; mais de uma vez.

O primeiro livro que eu realmente li foi O Sumiço das Palavras de Nelson de Oliveira. Não posso dizer que me marcou, pois eu não lembro de nada, apenas que havia uma garota, seu amigo, um mago, as palavras do mundo sumiam e essa garota, que por algum motivo fez essa cagada de deixar as palavras "escaparem", tinha que salvar a comunicação humana. O clima era incrivel; aventura do começo ao fim, com uma grande interação com o leitor. Se você tem filho, recomendo que compre para ele, é um ótimo inicio (mesmo que eu não lembre de nada hue). Na época, recordo-me que tremi ao ver o número de páginas que havia lido, quase cem! Fiquei muito estupefato e me gabei pra todo mundo do meu feito hue.
"olha aí meu grande feito da segunda série, que nem lembro hue"

Mas, o livro que me marcou mesmo nessa época de iniciação à leitura, foi No Tempo dos Dinossauros, de Álvaro Cardoso Gomes. O que mostra que Deus já estava me preparando para Steins;Gate hue.
A trama basicamente é: Gênio (não me recordo o nome real dele, apenas o apelido), um japa muito esperto, de repente fica estranho. Celso, seu melhor amigo, e Joe Luis, ficam muito preocupados e decidem averiguar o que se passa com o menino. Sucede-se que, Gênio montou nada menos que uma máquina do tempo! 
Os dois amigos ficam estarrecidos e não acreditam no amigo. O que fazer? Resta à eles provar se é verdade mesmo. O que seria uma viagem simples, de ida e volta, transforma-se numa jornada de busca para chegar em casa, diretamente do Tempo dos Dinossauros!

"tristeza ao saber que perdi na mudança. Poxa vida mãe T_T"

Cara, esse livro na época simplesmente me surpreendeu e me emocionou muito, tanto que cheguei a ler mais de cinco vezes. Teve uma vez que terminei de ler e no mesmo dia reli de novo. Talvez não seja a melhor das tramas ou o melhor dos livros, mas imagina: eu, um pequeno trollzinho, fascinado por Steins;Gate sem saber.
A ambientação dessa história é incrivel. O autor consegue descrever perfeitamente o clima e vegetação da epoca dos Dinossauros, sem deixar a linguagem infanto-juvenil. Sem contar as personagens, os três amigos que se ajudam nessa aventura e os que aparecem no caminho, a ação e a reviravolta final simples, coisa de criança mesmo, mas que é eletrizante. Celso é um ótimo narrador e até hoje me pergunto, onde estão os outros livros dessa turma? Teria tanta coisa para explorar, tantas viagens, tantos lugares... 
Esse livro me marcou muito, pois ele tem um "q" de adulto no meio, ainda mais os meios de sobrevivência dos três mosqueteiros, que não deixam de serem realisticos, mesmo que isso seja uma ficção cientifica para crianças. 

Sabe aqueles filmes feito para crianças bem tendenciosos e de estúdios desconhecidos? Agora, sabe a Pixar, com filmes para o público infantil, mas com uma linguagem universal? - então, esse é No Tempo dos Dinossauros. 

Eu pensava que eu achava tudo isso por ser uma coisa que li quando criança, mas há uns dois anos li de novo, e tive uma nova aventura, igualmente divertida. E nem preciso falar que, se você tiver filho recomendo que compre (apesar que acho que deve ser dificil achar, talvez haja em sebos).

No Tempo dos Dinossauros é um ótimo livro que deve entreter qualquer criança e até adulto. Agradeço muito por tê-lo encontrado numa gaveta empoeirada em casa - foi a partir daí que me interessei por ficção cientifica. È uma deliciosa jornada
de sobrevivência, que não deixa de se importar com a educação das crianças, levando valores e informações importantes.

É isso aí pessoal, essa foi minha recordação de hoje. Os posts começam no dia 5 e vão até o dia 9. 
Até amanhã ;)

El Psy Congroo.
Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário