Pular para o conteúdo principal

Destaques

O terror como punchline humorística em Get Out

O cinema tem como principal função apenas entreter, assim como qualquer outra forma de arte. Você pode dar "n" motivos para uma obra ser boa, mas se ela não entretêm, ela não serve para nada. Tendo isso em mente, eu sinto falta de um cinema um pouco mais descompromissado; eu sinto falta de contos e crônicas sinceras, coisas que só vemos em produções independentes que em sua maioria se quer chegam por essas bandas. Portanto, ver um filme como Corra fazendo sucesso tanto entre o público de nicho e o público geral, acabando por ser exibido com certa relevância, chega a emocionar. Não que isso automaticamente torne o longa bom, mas é que a sua proposta é tão simples e ao mesmo tempo tão cheia de nuances e propósitos, que é difícil não torcer para que dê certo. Corra deu certo e não só isso, é um respiro no gênero tanto de terror quanto de comédia. Ele não é inovador, mas a sua exótica combinação de gêneros culmina em uma história bem executada, sem a necessidade de ser megaloma…

[Analisando jogos] Hotline Miami e seu mundo de pixels vermelhos


Escute a trilha sonora do jogo!

Basicamente você é um assassino colecionador de máscaras, trabalhando para alguma organização criminosa por alguma razão e comete atos extremamente violentos por outra também desconhecida. Confuso não? Bem vindo a Hotline Miami.
Esse tipo de jogo demonstra o potencial da iniciativa indie. Projetos independentes não estão presos a regras ou padrões, assim nascem obras com uma característica extremamente valorizada em qualquer lugar, a singularidade. Não há nenhum jogo igual a HM, nenhum, comparar ele com algum jogo é impossível, não por ele ser tão bom que nada se compara, mas por ele ser tão diferente que nada se parece com ele. Indie bom é indie criativo afinal de contas.


História
Tudo que contam sobre o protagonista é que ele é um assassino, nem nome ele tem então o apelidaram de Jacket, um homem que possui uma imensa sede de sangue. Isso não quer dizer que ele é maligno, não quer dizer que ele é nada, isso cabe a você decidir. O enredo é confuso mas acredito que seja proposital, afinal ele mexe muito com viagens dentro da mente de Jacket, a história é assim para que você pense e  tire suas próprias conclusões dela. A única coisa definitiva a se ver é que Jacket nutre um carinho por uma profissional do sexo que ele salvou, estou mencionando isso mais pra que quem for jogar preste atenção nas mudanças da casa dele ao morar com ela, uma característica do enredo  bem subjetiva, eu por exemplo deixei passar. Fora isso vale ressaltar que Jacket vai aos lugares para matar por encomenda da "Hotline Miami", as ligações dizem o local, Jacket vai e mata, o jogo é basicamente isso.

Não existe um jogo que pega a temática crime e a aborda de modo tão cruel e frio como Hotline Miami, e essa é a graça da coisa, você tem que ter um lado sádico pra gostar de explodir tantas e tantas cabeças, não existe humanidade, ou melhor só há o pior lado da humanidade presente neste jogo. Acredito que se houvesse uma profundidade um pouco maior na questão da mafia e dos criminosos a história do jogo passaria de algo interessante e "confuso" pra algo consistente e foda. Não quero que se aprofundem em Jacket, mas podiam mostrar mais os personagens que Jacket está estraçalhando.


Gameplay
Agora vamos entender porque esse jogo ficou relativamente muito conhecido! É por causa da violência! Que Jacket é um assassino você já entendeu, mas você imaginou que ele mata dezenas e mais dezenas de pessoas na mais pura violência? O arsenal do jogo é variado, você explode cabeças com bastões de ferro, corta gargantas com facas, arranca cabeças com espadas, explode cabeças de mãos nuas! Além das armas de fogo é claro. 
Mas você não faz isso como num God of War da vida, aí vai a outra razão pela qual o jogo ficou conhecido, o gameplay é bem diferente do que todos estão acostumados. Assim como os inimigos você também morre com um hit. O jogo é divido em fases, a cada uma existem por exemplo, dez a vinte criminosos, é preciso que você use o cenário a seu favor, pegue os inimigos separados primeiro, limite muito o uso de armas de fogo pois elas atraem mais inimigos e assim vá exterminando tudo que você encontrar.O jogo tem um gameplay ótimo, você morre tanto mas tudo acontece tão rápido que você nem liga, para alguns é extremamente viciante até, eu zerei o jogo em um dia e no último boss eu peguei a conquista de "Você morreu mais de mil vezes, parabéns".

Além disso as máscaras influenciam o jogo mas nem tanto assim, preste atenção na singularidade de cada uma, existe um que te permite usar uma super visão por exemplo, outra revela itens secretos na fase, porém, é possível zerar o jogo sem se quer perceber que as máscaras mudam algo.

Amante de coisa nova, propostas criativas, dificuldade e violência? Por que ainda não jogou esse jogo?
Compre Hotline Miami no Steam! Roda em qualquer PC e é baratinho.

Curiosidade 
O jogo é um ícone entre os indie games, famoso e conceituado, inclusive entre os criadores de payday. Veja o vídeo que você vai entender.

Postagens mais visitadas